Notas dos jogadores Brasil 2×0 Itália

11 de fevereiro de 2009

Não vamos cair no engano de achar que agora vai. A Seleção brasileira venceu, mas a Itália foi apática e Robinho se destacou individualmente. Depois de um bom primeiro tempo, Dunga não soube mexer no time para superar a Itália do segundo tempo e o Brasil caiu muito de rendimento, sendo pressionada e não criando quase nada. Mas é sempre bom ganhar da Itália e não vamos nos esquecer de que Kaká, Luís Fabiano e Anderson, todos titulares, não jogaram. E Dunga teve pouco tempo para treinar. Mas não vamos aliviar tanto assim. Como sempre, precisamos melhorar.

Robinho comemora seu golaço, o segundo do Brasil conta a Itália

Robinho comemora seu golaço, o segundo do Brasil conta a Itália



As Notas dos Jogadores do  Brasil

Júlio César: Atuação segura e tranquila de sempre. Não foi muito ameaçado, mas quando exigido realizou boas defesas, em especial num chute de Luca Toni na pequena área. O goleiro mostrou grande reflexo e praticou a maior defesa do jogo.
Nota: 7,5

Maicon: Ainda não é o lateral direito que a Seleção precisa. Mostrou vigor físico apoiando mais do que o habitual, mas não o suficiente. Chegou algumas vezes ao ataque e finalizou a gol num chute perigoso. Grosso marcou um gol nas suas costas, mas o juiz anulou marcando impedimeto inexistente.
Nota: 5,5

Lúcio: Mostrou a liderança de sempre, mas talvez fosse a hora de testar uma zaga mais jovem. A zaga do Brasil não foi muito testada, mesmo assim falhou em alguns momentos. Logo aos 3 o Brasil levou um gol da Itália, mas por sorte o auxiliar levantou a bandeira equivocadamente. Toni também marcou gol anulado no segundo tempo, recebendo no meio da zaga, que mostrou sinais de lentidão.
Nota: 6

Juan: Mais técnico do que Lúcio, ainda sente problemas de contusão. Jogou bem e foi melhor que Lúcio, mas precisa estar 100%. Foi substituído por Thiago Silva no segundo tempo.
Nota: 6,5

Thiago Silva: Entrou e não comprometeu, compondo bem a zaga com Lúcio. Jogador de boa técnica e ótimo posicionamento, deveria ter mais chances na Seleção de Dunga.
Nota: 6

Marcelo: Talvez seja a melhor opção para ocupar a lateral esquerda. Mostrou mais maturidade e apoiou bem o ataque. Arriscou algumas jogadas, mas ainda precisa de mais confiança.
Nota: 6,5

Gilberto Silva: Lento e em fim de carreira, não foi tão exigodo pois a Itália muitas das vezes se limitava a dar chutão para frente. Foi substituído por Josué no segundo tempo.
Nota: 5,5

Josué: Entrou no final, para dar mais fôlego à marcação brasileira. Pouco apareceu.
Nota: sem nota

Felipe Melo: Jogou em uma posição importante. Dunga quer que seu segundo homem de marcação também chegue com qualidade ao ataque. Felipe correu muito, marcou bem, mas não cumpriu a função de chegar com qualidade ao ataque.
Nota: 5,5

Elano: Fez boa partida no primeiro tempo, assim com o a Seleção. Fez um belo gol numa triangulação com Ronaldinho e Robinho e acertou um chute perigoso de fora da área. Procurou jogo e se movimentou bastante, mas cansou e foi substituído por Daniel Alves.
Nota: 7

Daniel Alves: Improvisado no meio campo no lugar de Elano, o lateral parecia perdido. Não sabia se marcava ou ia pro ataque. Arriscou algumas jogadas com Robinho, mas não foi feliz. Atuação ruim.
Nota: 4

Ronaldinho Gaúcho: sejamos justos com Ronaldinho, ele melhorou. Mas ainda está longe de ser um jogador decisivo para a Seleção. Se movimentou mais, chamou jogo, mas se limitou a tocar bola, sem se arriscar tanto no ataque. Participou do primeiro gol, fez algumas belas jogadas de efeito e cobrou faltas, mas não pode ser chamado de líder.
Nota: 6

Robinho: o nome do jogo. Foi o jogador que mais se movimentou e compensou a lerdeza de Adriano no ataque. Deu linda assistência para o gol de Elano e foi brindado com um belo gol em jogada individual, mostrando que o jogador está com apetite. Voltava constantemente para o meio campo buscando jogo e tabelando com Ronaldinho. Foi substituído por Júlio Batista mais para receber os merecidos aplausos do que por cansaço.
Nota: 8,5

Adriano: Quase não apareceu no jogo. Mesmo sendo o centroavante do Brasil, não conseguiu finalizar uma bola a gol. Pesado e sem mobilidade, não parece nem de longe aquele jogador explosivo e rápido. Precisa recuperar a forma e a vontade de jogar. Foi substituído por Alexandre Pato tardiamente, deveria ter saído ainda no primeiro tempo.
nota: 3

Alexandre Pato: Entrou no fim e não teve tempo de mostrar nada.
Nota: sem nota

Dunga: O técnico que vive na berlinda ganhou uma sobrevida. Em uma semana conturbada onde a imprensa especulava Felipão para assumir seu cargo, a vitória cotra os atuais campões do mundo garantiu a permanência do treinador no comando do Brasil. Mesmo sem tempo apra treinar, a Seleção apresentou um futebol decente na primeira etapa, sabendo construir e garantir o resultado. Devia ter mexido no intervalo, demorou muito e quase foi surpreendido pela Itália, que voltou melhor para o segundo tempo. Deu sorte pois a Azzurra estava numa noite péssima.
nota: 6

Robinho e Elano foram os melhores em campo

Robinho e Elano foram os melhores em campo



A Itália: nem sombra da Seleção campeã do mundo ou da Itália que vem jogando as eliminatórias européias. Marcelo Lippi, que vem escalando o time ofensivamente, estranhamente optou por um esquema mais conservador e acabou pagando caro. tomo dois gols e não teve forças nem organização para reverter o placar. Teve coragem para mexer radicalmente no time no intervalo, mas seus jogadores, em noite pouquíssimo inspirada, não ajudaram. Pirlo parecia dormir em campo, teve péssima atuação. Ainda teve culpa direta no segundo gol brasileiro. De Rossi não lembrou nem de longe suas últimas atuações pela Roma e pela Seleção. Grosso foi o jogador mais participativo na primeira etapa e Rossi foi o grande motor para a melhora da Itália no segundo tempo. O atacante foi responsável pelas melhores jogadas da Azzurra.
Nota: 4,5

1 Comentário

Publique seu comentário

  1. gabriel robinho
    maio 15 at 11:56

    gosto muito do jogador robinho e um dos melhores jogador e pode contar que eu jogo
    inguau a ele pedalando e em todos os aspectos

Publique seu comentário