Depois do Jogo: Brasil x Itália

11 de fevereiro de 2009

Dia seguinte ao amistoso entre Brasil x Itália. Dunga continua como treinador da Seleção e com certo crédito para continuar o trabalho pelas eliminatórias da copa 2010. O Brasil volta a entrar em campo no dia 29 de março contra o Equador. Ocupando a segunda posição na tabela, Dunga precisa de mais regularidade para classificar sem sofrimento o Brasil.

No mais, a Seleção jogou apenas o primeiro tempo. Foi o suficiente para bater um Itália que começou apática e sofreu com com os gols. Se forçasse um pouco mais, o Brasil poderia até ter ampliado. No intervalo, o técnico italiano Marcello Lippi tentou colocar ordem na casa e mudou quase meio time. A Itália voltou mais aguerrida, marcando melhor e sufocando o Brasil, mas não chegou a ameaçar a vitória construída na primeira etapa.

Dunga dirige o Brasil da beira do campo. Treinador vai encarar muitos desafios em 2009.

Dunga dirige o Brasil da beira do campo. Treinador vai encarar muitos desafios em 2009.



Ponto positivo: a Seleção jogou sem Kaká, Luís Fabiano e Anderson, os três titulares. Mesmo assim superou a Azzurra. Robinho foi o grande nome do jogo, partipando do primeiro gol e marcando o segundo, numa linda jogada individual. Elano também rendeu mais do que o habitual, talvez por estar mordido no seu clube, Manchester City, onde é reserva. Foi dele o primeiro gol e o melhor chute de fora da área da Seleção.

Ponto Negativo: Adriano está longe de ser aquele atacante perigoso e de explosão. Teve atuação apagada e não finalizou nenhuma vez a gol. Ronaldinho Gaúcho melhorou muito, mas ainda está milhas de distância do que já foi um dia. Até tentou liderar o Brasil no primeiro tempo, participando do primeiro gol e arriscando umas jogadas de efeito, mas caiu de rendimento como o resto do time no segundo tempo.

Mas é sempre bom vencer a Itália. O Brasil agora tem a superioridade nos confrontos diretos, com 6 vitórias contra 5. Só não vamos achar que a Seleção está jogando horrores, pois não está e o segundo tempo mostrou isso. Dunga vai ter que melhorar muito se quiser espantar de vez os fantasmas de outros técnicos.

Publique seu comentário