Amistoso Brasil e Inglaterra e Ronaldo no Programa do Jô

11 de novembro de 2009

Na noite desta última terça os jogadores convocados por Dunga para os amistosos do Brasil contra Inglaterra e Omã se apresentaram no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. Mas nem tudo correu como se esperava. A primeira baixa foi Luisão, zagueiro do Benfica de Portugal, que precisou operar uma apendicite de emergência. A cirurgia foi feita em um hospital de Lisboa e o jogador passa bem, mas deve ser cortado por Dunga. Outro do Benfica já cortado por problemas musculares foi o meia Ramires. Fábio Simplício do Palermo (Itália) foi chamado para o seu lugar e comentou a convocação: “Foi um presente de Natal antecipado. Não tenho muitas palavras para descrever a felicidade que estou sentindo. Foi uma surpresa muito grande e agora pretendo agarrar essa chance e permanecer no grupo e ficar até a Copa. Vamos ver no que vai dar”. Simplício nunca havia sido convocado para a Seleção.

Luisão operou de emergência e deve ser cortado

Luisão operou de emergência e deve ser cortado


Ainda pela Itália, o goleiro Doni e o zagueiro Juan, ambos da Roma, se recuperam de contusão e o clube italiano não quer liberá-los. Dunga comentou a situação: “Estamos próximo a estes jogo e eles serão em data Fifa, portanto, é preciso aderir ao protocolo oficial. Seria melhor que eles fossem avaliados pelo nosso departamento médico”. O dirigente do Roma Gianpaolo Montali rebateu: “Doni e Juan ficarão aqui para terem o tratamento, já que o Brasil só está jogando dois amistosos e as regras nos permitem isso. Enviamos um fax à CBF, com toda a documentação necessária. Se o departamento médico da seleção quiser verificar a condição dos atletas, podem vir à Itália”.

Outra baixa é a de Robinho. O jogador está com a delegação do Manchester City em Abu Dhabi. O atacante pegará um avião ainda nesta quarta-feira para Doha, onde será examinado pelos médicos da seleção brasileira. Como ele ainda se recupera de uma fratura por estresse no tornozelo direito, será liberado em seguida para retornar ao local de treinos do City.

Além desses problemas com contusões, Dunga ainda enfrenta pressões para convocar o meia Diego que vem sendo um dos grandes destaques do futebol italiano desde que trocou o Werder Bremen pelo Juventus no começo da temporada 2009/2010. Dessa vez os questionamentos partiram do jornal italiano “Corriere dello Sport” e Dunga respondeu: “Diego só depende dele para ser convocado. Isso vale para todos os nossos jogadores. Estamos observando, analisando. Então, você tem que ser bom em aproveitar as oportunidades”. Bom, para quem convocou Filipe Luís, Afonso e outras abominações, é difícil mesmo convocar um jogador que está jogando bem para variar. Algum problema tem para que Diego não esteja nas convocações da Seleção, porque por falta de futebol não é.

Dunga, convoca o Diego!

Dunga, convoca o Diego!


Enquanto alguns não são convocados por pura teimosia (ou sei lá o que), outros ainda lutam por uma vaguinha na Copa do Mundo 2010. Ronaldo tem sido alvo da maior controvérsia. Alguns acham que ele sempre merecerá uma vaga enquanto outros, mais realistas, garantem que ele precisa melhorar e muito sua condição física e técnica. O próprio Fenômeno disse em entrevista que atualmente não se convocaria.

Ronaldo no Programa do Jô disse que sua última tentativa de convencer o técnico Dunga a levá-lo para a Copa do Mundo será no primeiro semestre de 2010 (a entrevista irá ao ar durante essa semana). Será um baita esforço, mas o craque parece não querer desistir facilmente: “Vai depender do primeiro semestre. Vou ter que mostrar o meu melhor desempenho. Hoje, não me convocaria. A seleção está com um padrão muito bom. Vou fazer um grande esforço, talvez o maior da minha carreira. Vou me empenhar muito”, sentenciou Ronaldo.
ronaldo-programa-jo
A reta final para a Copa 2010 começa no amistoso Brasil x Inglaterra, dia 14/11. Não perca todas as informações desse grande clássico do futebol mundial no sábado.

Publique seu comentário