Ronaldo marca mais um gol e garante a vitória do Corinthians

12 de março de 2009

Ele pressionou, pediu, quase implorou. Em toda entrevista que dava, Ronaldo sempre falava de seu desejo de sair do banco de reservas e começar jogando como titular. Embora o técnico Mano Menezes tenha sido evasivo durante a semana, acabou escalando o Fenônemo e Ronaldo jogou como titular.

Agora, não tem como saber se Mano foi pressionado ou colocou o camisa 9 por vontade própria. Se Ronaldo tivesse entrado e não tivesse feito nada, certamente essa questão seria levantada. Mas como Ronaldo fez o gol e garantiu a vitória do Corinthians sobre o São Caetano, todos comentarão que Mano acertou na escalação do craque.

Mas verdade seja dita, Ronaldo foi decisivo. Logo antes do jogo, quando o placar eletrônico do estádio anunciou a escalação do Fenômeno como titular, a torcida comemorou como se fosse um título de campeonato. E a noite prometia, logo aos 40 segundos Ronaldo acertou um bom chute de fora da área, obrigando o goleiro a fazer uma defesa difícil. Aos 7 minutos, ele recebeu lindo passe de André Santos e ficou na cara de Luiz, só que chutou fraco e não conseguiu marcar. Aos 21 minutos, o susto. Em cobrança de falta para a área, Marcelo Batatais desviou de cabeça e marcou para o Azulão, calando o Pacaembu lotado. Mas a noite seria de festa, seria de Ronaldo. André Santos empatou a partida aos 35 minutos com um belíssimo chute de fora da área. Fim do primeiro ato.


Poucos acreditavam no retorno de Ronaldo para o segundo tempo, embora o departamento médico do Corinthians tivesse liberado o jogador para atuar por até 60 minutos. O Timão não estava bem organizado em campo e a bola não chegava em Ronaldo, que teve que se movimentar mais. O próprio Mano assumiu depois da partida: “No primeiro tempo só estávamos chegando com o Ronaldo no ataque. No segundo tempo a equipe foi melhor organizada e impôs seu ritmo”. O Fenômeno devia estar mais cansado do que o planejado, mas quando o time voltou do vestiário, lá estava o craque para o segundo ato.

Aos 5 minutos do segundo tempo, o Pacaembu viria abaixo. Dentinho cruza, a bola atravessa a área e depois do corta luz de Jorge Henrique, o Fenômeno chuta de primeira para marcar. O Corinthians vira o jogo com gol de Ronaldo e a torcida delira. A comemoração de Ronaldo não foi no alambrado como em Presidente Prudente, mas a Fiel comemorou com enorme intensidade nas arquibancadas. Mais contido, o craque parece saber que os gols se tornarão rotina.

Ronaldo jogou 78 minutos e novamente foi o melhor jogador do Corinthians em campo. Foi substituído por Escudero e saiu ovacionado pelo “bando de loucos”, que cantaram o seu nome. Parece que Ronaldo voltou, agora pra ficar.
Assista ao segundo gol de Ronaldo pelo Corinthians:

Publique seu comentário