Melhores Momentos Brasil 2×0 Itália

10 de fevereiro de 2009

A partida começou com as duas seleções se respeitando. O Brasil errava passes e a Itália valorizava a posse de bola. Aos 2:30 Grosso cruzou uma bola perigosa para a área brasileira, mas a defesa bem postada cortou. Logo depois, Pirlo lançou e o mesmo Grosso concluiu para as redes, mas o auxiliar marcou impedimento. Porém, Grosso estava em condição legal. Aos 4:30 a defesa italiana cochilou e Robinho esperto quase conseguiu concluir, mas Canavarro travou bem a bola.

A partida transcorria com muita marcação por parte de ambas as seleções quando aos 12:30 o Brasil, em uma jogada espetacular, abriu o placar.
Brasil 1×0 Itália: golaço de Elano.  Ronaldinho Gaúcho lançou Elano que ajeitou de calcanhar para Robinho e correu para receber na frente. Robinho enfiou a bola milimetricamente, a zaga italiana não conseguiu cortar e Elano concluiu para o fundo do barbante, sem chance para Buffon.

A Seleção Brasileira continuou tocando bem a bola, com os jogadores bem posicionados e com marcação firme. Começou assim a tomar as rédeas da partida. A Itália tentava lançamentos para o ataque, mas sem resultados.

Brasil 2×0 Itália: golaço de Robinho. Aos 25 Lúcio puxou contra-ataque para o Brasil e lançou Ronaldinho Gaúcho, que acabou cruzando mal. Mas Robinho não desistiu da jogada, mesmo a bola parecendo dominada pela Itália. Partiu para cima de Zambrota e pedalou. O lateral da Itália ficou tonto e Robinho completou a finta com uma magnífica quebra de asa, desnorteando de vez o italiano. Bateu de pé esquerdo no cantinho de Buffon, marcando um golaço!


Veja os gols de Brasil x Itália

O Brasil seguia dominando. Aos 29 Adriano sofreu falta na entrada da área. Ronaldinho Gaúcho cobrou por cima da meta de Buffon. A Itália só foi chutar a gol aos 31:30, com De Rossi. Júlio César estava bem colocado e botou pra escanteio. Aos 33, Maicon arriscou de fora da área para boa defesa de Buffon. A Itália voltou a rondar o gol de Júlio César aos 35. Pirlo cobrou falta na área e Grosso emendou de primeira para fora.

A Itália pressionava, mas era o Brasil que levava mais perigo. Aos 38, Elano soltou um belo chute de fora da área, quase ampliando para a Seleção. Aos 46 o árbitro apitou o fim do primeiro tempo com uma bela exibição do Brasil.

O Brasil retornou para o segundo tempo sem alterações, disposto a tocar a bola e segurar o jogo. Porém Marcello Lippi modificou a Azzurra. Tirou quatro jogadores e colocou o time pra cima. A Itália voltou marcando melhor e com mais garra, mas continuava mal organizada em campo, sem oferecer perigo real ao gol de Júlio César.

Aos 5 minutos do segundo tempo Maicon cruzou bola perigosa na área italiana, mas a defesa rechaçou pra escanteio. Aos 8, a Itália finalmente chegou. Pirlo bateu falta de longe, mas não levou perigo. Aos 19 outro lance polêmico. O centroavante Luca Toni recebeu lançamento de Pirlo, matou na área e estufou a rede. O juiz chegou a validar o gol, mas o auxiliar chamou sua atenção para o fato de Toni ter dominado com a mão. O árbitro voltou atrás e anulou corretamente o gol.

Aos 22:30 Aquilani levou amarelo depois de entrada dura em Ronaldinho Gaúcho. Perrota foi reclamar e também levou cartão amarelo. A partida ganhava contornos mais dramáticos e os jogadores italianos estavam tensos. Aos 31 a Itália recebia mais uma amarelo com Zambrota, depois de uma entrada desleal em Marcelo. Dunga chegou a discutir com Zambrota.

Já aos 36 do segundo tempo, a Itália perdeu a chance mais clara de gol da partida. Luca Toni concluiu um cruzamento na pequena área e Júlio César fez uma defesa monumental. O Brasil só voltaria a ameaçar a Itália aos 40. Ronaldinho cobrou falta sofrida por Felipe Melo e Buffon fez ótima defesa. No contra-ataque, a Itália ganhou uma falta bem bobrada por Grosso. Novemente Júlio César defendeu.

No final, Robinho saiu de campo ovacionado e a torcida brasileira presente em Londres gritava olé, coroando a boa exibição canarinho.

Assista aos melhores lances de Brasil 2×0 Itália

A Ficha da Partida

Gols de Brasil 2×0 Itália
Elano – 12 minutos do primeiro tempo
Robinho – 26 minutos do primeiro tempo

Brasil – Julio César, Maicon, Lúcio, Juan (Thiago Silva), Marcelo; Felipe Melo, Gilberto Silva (Josué), Elano (Daniel Alves), Ronaldinho Gaúcho; Robinho (Júlio Baptista) e Adriano (Alexandre Pato).
Técnico: Dunga

Itália – Buffon, Zambrotta, Cannavaro, Legrottaglie e Grosso; Pirlo (Dossena), Montolivo (Perrotta), De Rossi (Aquilani) e Pepe (Camoranesi); Di Natale (Rossi) e Gilardino (Luca Toni).
Técnico: Marcello Lippi

Cartões amarelos: Perrotta, Grosso e Zambrotta (ITA)

Estádio: Emirates Stadium. Data: 10/02/2009. Árbitro: Howard Webb (ING). Auxiliares: Philip Sharp (ING) e Peter Kirbkup (ING). Público: 60.077 presentes

3 Comentários

Publique seu comentário

  1. jhonatas
    fev 11 at 12:50

    robinho naom e um jogador sim um demolidor .destroi tudo naom importaqual time .isso ai robinho pra cima deles e raco somos brasileiroO

  2. R.Gomes
    fev 17 at 23:24

    ZINHO! Tinha que ter posto o Zinho pra jogar, Zinho joga muito

  3. Guilherme
    jan 24 at 01:51

    Robinho deu sorte em gol a bola iria pra fora

Publique seu comentário