Jogadores fora da Copa 2010 – seleção de craques

18 de maio de 2010

Os jogadores que não foram convocados para suas respectivas seleções formam um verdadeiro timaço. Podiam até fazer uma seleção do resto do mundo para jogar contra o eventual campeão da Copa 2010. Só no Brasil, temos Ronaldinho Gaúcho, Adriano, Diego, Diego Tardelli, Ganso, Neymar. Mas outros craques ficaram de fora da lista final de convocados. Vamos ver quem forma essa seleção de renegados da Copa 2010.

A seleção dos renegados da Copa 2010

Goleiro

Hildebrand (Alemanha)

O goleiro esteve na Copa de 2006, foi titular depois que Oliver Khan se aposentou e era cotado para segundo goleiro na seleção da Copa 2010.

Zagueiros

Metzelder (Alemanha)
Depois de 47 partidas pela seleção alemã, foi esquecido pelo técnico Joachim Low.

Silvestre (França)
Raymond Domenech, técnico da França, deixou de fora o experiente zagueiro de 32 anos. A má fase no Arsenal (onde é reserva) foi decisiva.

Laterais:

Zanetti (Argentina)
Capitão na Inter de Milão que faz uma campanha excelente na Europa (campeão italiano e decide a Liga dos Campeões contra o Bayern, dia 22/05). Ninguém entendeu porque Maradona não o convocou.

Bridge (Inglaterra)

Pagou o pato pelo escândalo envolvendo o zagueiro Terry e sua esposa. Já que Terry é garantido como titular da seleção inglesa, Brigde pediu para não ser mais chamado pelo técnico Fabio Capello.

Meio-Campo

Viera (França)
Campeão na Copa de 98, titular em 2002 e 2006, parece que a idade pesou para a sua não convocação. Ele já não era convocado desde 2009, quando participou de um amistoso contra a Nigéria.

Cambiasso (Argentina)
Se a não convocação de Zanetti já foi difícil de engolir, o que los hermanos têm a dizer sobre Cambiasso fora da lista de Maradona? O companheiro de clube de Zanetti está em excelente forma e é um ótimo jogador, essencial para a Inter de Milão.

Totti (Itália)
Ídolo na Roma, cracaço de bola e pretererido pelo técnico Marcelo Lippi. Na verdade, Totti jogou contra si mesmo. Em 2007, anunciou que se aposentaria da seleção italiana. Depois se arrependeu e disse que jogaria a Copa 2010 se fosse chamado por Lipi, mas já era tarde demais. O treinador linha dura não foi simpático e deixou o craque de fora.

Ronaldinho Gaúcho (Brasil)
Ronaldinho Gaúcho é uma das maiores polêmicas na convocação de Dunga. Ele até está entre os 7 jogadores que podem entrar caso alguém seja cortado antes do mundial, mas não está entre os 23 convocados. A imprensa mundial não entende como ele pode estar fora da Seleção Brasileira. Tudo bem, Ronaldinho talvez seja metade do craque que já foi, mas mesmo assim ainda é melhor que quase todo o meio-campo do Brasil junto (com exceção de Kaká, mas até ele está fora de forma atualmente). Nós brasileiros também não entendemos.

Festejado após retomar boa fase no Milan, Ronaldinho ficou fora da Seleção


Atacantes

Benzema (França)
Titular da seleção francesa na Eurocopa 2008, foi esquecido depois que se transferiu para o Real Madrid por causa de sua irregularidade no clube merengue. Raymond Domenech apontou justamente a falta de ritmo de jogo para não levá-lo ao mundia da África do Sul.

Adriano (Brasil)
Ah, o problema chamado Adriano. Muitos encaram como surpresa o Imperador ter ficado fora da lista dos 23 convocados (para a imprensa mundial foi um outro susto), mas aqui no Brasil todos já sabiam que era um corte anunciado. Adriano fez de tudo para não ser convocado, com um comportamento anti-profissional de faltar a vários treinamentos no Flamengo. Inclusive, faltou ao treinamento onde seria observado pelo auxiliar técnico da Seleção Brasileira, Jorginho. Foi a gota d’água.

Adriano deu adeus à Copa 2010


No banco, uma seleção brasileira: Vitor (Grêmio), Marcelo (Real Madrid), Belleti (Chelsea), Miranda (São Paulo), Diego (Juventus), Ganso (Santos), Pato (Milan), Diego Tardelli (Atlético-MG), Kléber (Cruzeiro) e outros que você leitor quiser inserir. Não falta opção.

Por outro lado, outros craques ficarão de fora da Copa da África do Sul, mas não por opção dos técnicos e sim porque suas seleções não conseguiram classificação. É o caso de Adebayor, atacante do Manchester City e titular da seleção de Togo, ficou na terceira colocação do Grupo A das Eliminatórias Africanas, atrás de Gabão e Camarões. Outro que vai assistir de casa é o cracaço Arshavin, da seleção da Rússia. O jogador do Arsenal, da Inglaterra, não conseguiu ajudar a Rússia na repescagem europeia e seu país foi surpreendido ao ser eliminado pela surpresa Eslovênia. Shevchenko é outro que fica de fora. O maior jogador da Ucrânia não conseguiu ser decisivo nas eliminatórias. O mesmo ocorreu com Rosicky, meio-campo do Arsenal, e sua República Checa. Principal esperança checa após a aposentadoria de Pavel Nedved, o meia, que ficou mais de um ano fora de campo por conta de uma séria lesão, retornou aos gramados há pouco tempo e não conseguiu ajudar seu país durante as Eliminatórias Europeias. Mas talvez a maior ausência seja do temperamental Ibrahimovic. Talentoso, é verdade, mas não vem rendendo o mesmo que o ano passado. Até no banco do Barcelona tem ficado. A Suécia ficou atrás das classificadas Dinamarca e Portugal no grupo das Eliminatórias Europeias. Mesmo assim, sua falta será sentida.

2 Comentários

Publique seu comentário

  1. Eracliton
    jun 05 at 21:51

    acho!
    Que poderiamos fazer uma copa do mundo melhor com os jogadores não convocados.

  2. miguel
    jul 27 at 10:49

    o brasil vai para vencer

Publique seu comentário