Brasil 2×1 Paraguai – Brasil líder e com um pé na Copa 2010

11 de junho de 2009

O Brasil venceu o Paraguai por 2×1 no estádio do Arruda, em Recife e agora é líder isolado das Eliminatórias. A verdade é que podemos dizer que o Brasil está classificado para a Copa do Mundo 2010. Só uma catástrofe tira nossa vaga. Não foi um jogo fácil, como já era esperado. O Paraguai liderou as eliminatórias por muito tempo e demonstrou sua força mesmo fora de casa, fazendo um jogo pegado no primeiro tempo, onde chegou a dominar o Brasil depois de abrir o placar. Os gols brasileiros pegaram os paraguaios de surpresa, mas mesmo assim o time foi pra cima da Seleção Brasileira e não desistiu de procurar o empate até o fim, fazendo um jogo franco e aberto na segunda etapa.

O terror Cabañas voltou a assombrar os brasileiros abrindo o marcador aos 25 minutos. Ele cobrou uma falta na entrada da área e Elano desviou a trajetória da bola, enganando Júlio César. O Brasil não se achava em campo e jogava mal, sem conseguir construir lances de perigo. Nilmar, que substituia Luís Fabiano, estava visivelmente desentrosado com o resto do ataque. No meio de campo, Kaká estava muito marcado e a bola sobrava sempre para Felipe Melo, que insistia em fazer lançamentos improdutivos.

Cabañas continua nos assombrando

Cabañas continua nos assombrando


Mas aos 40 minutos, um gol caiu do céu. Daniel Alves pegou uma sobra da defesa paraguaia e cruzou. A bola passou por Kléber e encontrou Robinho livre para estufar a rede, empatando o jogo. A sorte continuaria com a seleção de Dunga na volta dos vestiários. Logo aos 4 minutos, Nilmar tentou escorar um lançamento de peito para Robinho mas a zaga paraguaia cortou. A bola voltou para Nilmar que mesmo sofrendo pênalti conseguiu chutar prensado e fazer o segundo gol brasileiro, virando a partida.

A vantagem trouxe tranquilidade e o Brasil passou a jogar como mais gosta, tocando bastante a bola no meio de campo e tentando explorar espaços nos contra-ataques. Mas faltou um pouquinho de entrosamento lá na frente para ampliar o placar. Dunga ainda tentou lançar Alexandre Pato, mas não melhorou muito. Kaká foi o melhor do time, dando passes para Robinho e Pato perderem boas chances. Dunga ainda tirou Elano e colocou Ramirez para ganhar mais fôlego no meio e no final sacou Robinho para a enrtada de Kleberson, segurando de vez o jogo.

Podia ter sido mais fácil, caso o ataque funcionasse melhor. Mas o problema ainda parte de um meio de campo onde Kaká é o único a criar jogadas. Quando não encontra espaço para jogar, o Brasil sente muito a falta de outro homem de criação para dividir a responsabilidade. Dizer que Elano poderia desempenhar esse papel não é verdade. Com Ronaldinho Gaúcho longe de sua melhor forma e da seleção, talvez Diego seja o jogador com mais perfil para preencher essa vaga atualmente, mas Dunga não demonstra nenhuma vontade de sacar Elano do time.

Kaká foi muito marcado no primeiro tempo, mas no segundo encontrou espaço e foi o melhor em campo

Kaká foi muito marcado no primeiro tempo, mas no segundo encontrou espaço e foi o melhor em campo


Mas o importante foram os 3 pontos conquistados de forma suada. O Brasil vingou-se da única derrota sofrida nas Eliminatórias e chegou a 27 pontos. O Paraguai caiu para o terceiro lugar, com 24 pontos, superado pelo Chile, que bateu a Bolívia nessa rodada e alcançou 26 pontos. A Argentina ocupa a quarta posição com 22 pontos, seguida do Equador, com 20 pontos. A situação de Diego Maradona no comando argentino começa a se complicar. Os quatro primeiros colocados garantem vaga direta na Copa e o quinto joga a repescagem contra uma seleção da Concacaf (Américas Central e do Norte). Restam quatro rodadas para o término das Eliminatórias Sulamericanas.

O próximo compromisso do Brasil será a Copa das Confederações. O Brasil estreia segunda-feira contra o Egito às 11 da manhã.

Confira os gols de Brasil 2×1 Paraguai

FICHA TÉCNICA DO JOGO
BRASIL 2X1 PARAGUAI
Estádio: Arruda, Recife (PE)
Data/hora: 9/6/2009 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Óscar Ruiz (COL)
Auxiliares: Abraham González (COL) e Wilson Berrío (COL)
Cartões amarelos: Lucio, Felipe Melo e Ramires (BRA); Julio Cáceres e Victor Cáceres (PAR)
Público/renda: 55.252 pagantes/ R$ 4.322.555,00
GOLS de BRASIL e PARAGUAI: Cabañas, aos 25’/1ºT (0-1); Robinho, aos 40’/1ºT (1-1); Nilmar, aos 4’/2ºT (2-1)
BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Lucio, Juan, Kléber; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Ramires – 14’/2ºT), Kaká; Robinho (Kleberson – 39’/2ºT) e Nilmar (Pato – 29’/2ºT). Técnico: Dunga
PARAGUAI: Villar; Verón, Julio Cáceres, Da Silva, Caniza; Bonet (Benitez – 24’/2ºT), Ledesma (Aquino – 17’/2ºT), Victor Cáceres, Rivero; Martínez (López – 33’/2ºT) e Cabañas. Técnico: Gerardo Martino

Publique seu comentário