Brasil enfrenta a Estônia de olho na Argentina

10 de agosto de 2009

O Brasil está a caminho da linda Tallin, uma cidade milenar e considerada Patrimônio Cultural da Humanidade, onde enfrentará a Seleção da Estônia, na quarta-feira dia 12 de agosto às 14h15 (horário de Brasília). A seleção brasileira chegou nesta segunda-feira a Frankfurt, na Alemanha, primeira escala da viagem. O desgaste físico e a falta de tempo para treinar serão os principais adversários do Brasil no amistoso. Quem se junta à delegação na Alemanha é o volante Josué, do Wolfsburg. Miranda e Kleberson se apresentam diretamente em Tallinn, assim como os demais jogadores que atuam na Europa.

A partida tem cunho histórico para a Estônia: o jogo festeja os cem anos da primeira partida de futebol disputada na Estônia. Mas a seleção da estônia só voltou a existir há 17 anos atrás, depois do fim de 52 anos de ocupação soviética. Uma ocupação que tirou dos estonianos até o direito de torcer pelo país.

O técnico Tarmo Ruutli foi um meia talentoso, o melhor do país, mas jamais defendeu a Estônia por conta da extinção da mesma. Agora que a Estônia conta novamente com sua seleção, é uma honra para Ruutli treinar a equipe e enfrentar o Brasil. No dia 9 de agosto ele completou 55 anos e segundo ele não poderia ter melhor presente do que a partida contra a Seleção de Dunga: “O futebol voltou a ser a maior paixão esportiva dos estonianos, mas nos tempos de União Soviética nosso futebol praticamente deixou de existir”.

O técnico da Estônia quer fazer história

O técnico da Estônia quer fazer história


O Brasil que se cuide, pois a Estônia conseguiu um heróico empate em 0 a 0 com Portugal em um amistoso em junho. Mas nas eliminatórias para a Copa 2010 o país vai mal. A Estônia ocupa a penúltima posição em seu grupo. Quase todos os jogadores atuam em países próximos, como Finlândia, Noruega e Suécia. O zagueiro Ragnar Klavan é um dos xodós da torcida por ter sido o primeiro estoniano a disputar um jogo da Liga dos Campeões. O defensor do AZ Alkmaar, da Holanda, espera conseguir parar os atacantes brasileiros: “Nosso objetivo é não deixar que a diferença de gols seja grande. O Brasil tem a melhor seleção do mundo e não vai ser fácil pra nós”.

Tudo bem, o próximo jogo do Brasil é Brasil x Estônia, mas o amistoso pode ser encarado como o início da preparação para o grande jogo do Brasil no ano, que é contra a arqui-rival Argentina. Brasil e Argentina só se enfrentam no dia 6 de setembro, com mando de campo Argentino, mas as notícias sobre o maior clássico do futebol mundial tomam proporções cada vez maiores conforme o jogo válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas se aproxima.

Depois das provocações de Diego Armando Maradona, técnico da seleção argentina, sobre uma possível queda de rendimento do Brasil, o próprio Dieguito resolveu acalmar os ânimos e deu uma entrevista onde fala lucidamente sobre a Seleção Brasileira, sem dar nenhuma alfinetada dessa vez! Confira o que o maior ídolo do futebol argentino falou sobre o meia Felipe Melo da Juventus e o atacante Hulk, do Porto: “Felipe Melo foi uma grande descoberta para o Brasil, e Hulk, do Porto, também provocou um grande impacto. E também estou intrigado com Ronaldo. Parece estar de novo em forma, mas perdeu poder de explosão. Espero que ele volte a ser o que era, mas só depois de jogar com a Argentina”.

Maradona não provocou o Brasil dessa vez

Maradona não provocou o Brasil dessa vez


Quando perguntado sobre a temporada européia, que interessa tanto para convocações de jogadores brasileiros quanto argentinos, Maradona comentou: “O Milan anda muito em baixa, a Inter de Milão continua no mesmo nível. O Real Madrid acho que vai mudar muito com Kaká e Cristiano Ronaldo, vai provocar desequilíbrios. O que não entendo é o Gago não jogar. Deveriam colocá-lo em campo, mas, mesmo assim, ele continua a ter a minha preferência”.

O duelo entre Brasil e Argentina acontece no próximo dia 6 de setembro, na cidade argentina de Rosário. Um estádio considerado pequeno para as enormes proporções do clássico. Tática do malandro Maradona, que quer dificultar o máximo as coisas para o Brasil, que retomou o posto de melhor seleção do mundo.

1 Comentário

Publique seu comentário

  1. KASSI PASK
    mar 08 at 15:19

    ! ! ! MAS QUE GOLEADA DE M E R D A … !
    SERRÁ QUE O DUNGA FICOU SATISFEITO ???
    OU SERÁ QUE ELE SÓ QUER EXIBIR AS CAMISAS PORCARIAS QUE SUA FILHA PICARETA OBRIGA ELE USAR, MESMO QUANDO O FRIO É TERRÍVEL !
    LEMBRAM DAQUELA COISA RIDÍCULA ESTAMPADA, QUE PARECIA MAIS PAN O DE CORTINA USADA EM PROSTÍBULO !
    ASSIM A SELEÇÃO ESTÁRÁ. F U D I D A.. NA COPA

Publique seu comentário