Brasil 4×1 Camarões – Decisão da fase de grupos

24 de junho de 2014

A Copa do Mundo 2014 tem nessa semana a decisão da fase de grupos. São quatro jogos por dia, até quinta-feira, dois deles no mesmo horário sempre fechando um grupo. Sexta a Copa descansa e sábado começam as oitavas-de-final, reta final da Copa 2014 apenas com jogos eliminatórios. É a famosa fase de mata-mata, perdeu, tá fora.

O Brasil pega o Chile, a Holanda pega o México. Os outros 6 confrontos serão decididos até quinta. Terça o bicho vai pegar com Uruguai x Itália brigando por uma vaga.

O Brasil se classificou em primeiro do grupo A depois de vencer Camarões por 4×1. Acompanhe o raio-x da partida.

Brasil x Camarões

Brasil x Camarões – Velhas deficiências, novas esperanças

O Brasil entrou em campo precisando apenas empatar com a fraca seleção de Camarões para se classificar. Sabíamos, porém, que a Holanda já era primeira do seu grupo, então seria interessante ganhar para evitá-la já nas oitavas. O Chile ficou em segundo, e embora seja uma seleção perigosa, historicamente é freguês do Brasil. Ou seja, a boa era se classificar em primeiro do grupo, vencendo bem Camarões, até pra dar uma elevada na moral.

Mas, quando a bola rolou no estádio do Castelão, o que se viu foi a mesma seleção medonha do jogo contra o México. Mas o Brasil conseguiu sair na frente aos 16 minutos. Em bola mal rebatida, Luís Gustavo cruzou para Neymar só tocar para o fundo da rede. Era o centésimo jogo do Brasil em Copas e Neymar fazia o centésimo gol da Copa no Brasil. Parecia que tudo iria melhorar dali pra frente. Ledo engano. Depois de achar um gol nos pés de Neymar numa bola mal rebatida da zaga camaronesa, o Brasil levou um sufoco do time africano, que colocou bola na trave e chegou a empatar a partida aos 25 minutos. Matip marcou o único gol de Camarões na Copa, logo contra o Brasil.

O jogo estava duro, até Neymar chamar a responsabilidade e desempatar em jogada individua, aos 34 minutos. Alívio. Intervalo. Hora de arrumar a casa, ou pelo menos tentar.

Ao menos Felipão tentou de maneira correta. Após dar 5 tempos de chance ao péssimo Paulinho, o técnico brasileiro teve bom senso de voltar com Fernandinho para o segundo tempo. E quanta diferença ele fez! Em 4 minutos Fernandinho já tinha feito mais do que Paulinho em 225 minutos. Fernandinho desarmou, deu passes certos, passes pra gol, fez boas infiltrações, deu opção de jogo e ainda fez seu gol. Só não vira titular se Felipão estiver louco, gagá, ou coisa que similar.

O terceiro gol saiu logo aos 4 minutos, Fred finalmente marcou. Mas ainda continua devendo muito. Ramires entrou no lugar de Hulk e Willian no de Neymar, que saiu para não tomar outro cartão e ficar de fora das oitavas. O Brasil é dependente de Neymar, e ponto. Nada mais sensato do que preservar o melhor jogador do time.

Fernandinho, a melhor surpresa do Brasil, fechou o placar aos 38, depois de linda jogada coletiva do time.

Agora faltam 4 jogos. Se o Brasil vencer os 4, sagra-se campeão em casa e afasta de vez o fantasma do Maracanazo de 1950. Mineirão, dia 28, Castelão, dia 4, Mineirão, dia 8, e Maracanã, dia 13 de julho. Mas, para que voltemos a sonhar com o título, como sonhamos na Copa das Confederações, o Brasil terá que jogar muito mais do que vem jogando. Seleções como Holanda e França estão em um momento muito mais sólido. E o Chile tem um time muito certinho, mesmo sendo freguês apresentou melhor futebol do que o Brasil até agora, mesmo perdendo da Holanda. No mínimo, Felipão tem que escalar Fernandinho como titular. Só pra começarmos a conversar de novo.

Gols Brasil 4×1 Camarões – Copa 2014

Publique seu comentário