Alemanha 0x1 Sérvia – mais um tropeço de um favorito

18 de junho de 2010

Alemanha x Sérvia abriram a segunda rodada do Grupo D. Era um dos jogos mais esperados do dia, até porque todo mundo queria ver de novo o time alemão jogar depois de ter goleado com autoridade na estreia. Mas quem esperava outro show de Klose, Podolski, Müller, Özil e companhia esqueceu que do outro lado tinha a Sérvia, não a frágil Austrália.

Muito se especulou também sobre o primeiro adversário alemão, a Austrália. Muitos disseram que era horrorosa, que o jogo foi mole, etc. Mas Coreia do Norte também era fraca e o Brasil não goleou. Em suma, a Alemanha se impôs como time grande e venceu bem, fez o que qualquer favorito deve fazer. Hoje então seria o tira-teima. Seria a Alemanha tão forte como se pensou na primeira rodada?

A Sérvia, após ter sido surpreendida na estreia por Gana, jogava sua vida na Copa. Perder não era opção e o empate praticamente enterraria suas expectativas. Mas nem assim os sérvios foram para cima da Alemanha. Resolveram utilizar a tática mais recorrente desse mundial até agora: o ferrolho. E, a exemplo da Suiça contra a Espanha, infelizmente – para o futebol – deu certo no primeiro tempo. A Alemanha parou na aplicada marcação Sérvia e em um jogo de muitas faltas, os alemães acabaram tendo uma expusão injustificada. Klose havia tomado amarelo aos 12 por uma falta dura, mas não intencional. Até coube o cartão nesse lance, mas na segunda falta do atacante o juiz exagerou. Puxou o segundo cartão amarelo e expulsou Klose aos 36 minutos.

Já ficava mais difícil agora com 10 jogadores para a Alemanha furar a ferrenha retranca sérvia e para piorar ainda mais, dois minutos depois da expulsão, aos 38 minutos toma um gol da Sérvia. Após cruzamento na área, Zigic ajeitou de cabeça para Jonavovic matar no peito e chutar meio de voleio na saída do goleiro. Alemanha 0x1 Sérvia. Com uma expulsão e um gol em sequencia, seria natural os alemãs se abaterem, mas não foi o caso. Partiram pra cima dos sérvios com mais ímpeto do que antes, mesmo com um jogador a menos e conseguiram pressionar no final da primeira etapa. Badstuber quase empatou para a Alemanha em chute que explodiu no travessão aos 46 minutos, mas no intervalo o 1×0 sérvio persistia no placar.

Os alemães voltaram para o segundo tempo mostrando que não estavam acabados, que ainda haveria muita luta. Em desvantagem numérica, em desvantagem no placar e com uma marcação brutal da Sérvia, só restavam raça e coração para a Alemanha. Com 10 minutos a Alemanha já tinha criado mais chances do que no primeiro tempo todo. Aos 14 minutos, o ímpeto alemão foi premiado. O zagueiro da Sérvia coloca a mão na bola infantilmente, o juiz vê e aponta a marca da cal. Podolski vai para a cobrança do pênalti para empatar heroicamente para a Alemanha, mas o goleiro Stojkovic tinha outros planos. Ele voou bem no canto direito para defender o chute de Podolski. Primeiro pênalti perdido na Copa 2010 e o placar continuou à favor da Sérvia.

Goleiro servio defende pênalti

Stojkovic defende pênalti cobrado por Podolski


Mas mesmo com 10 em campo a Alemanha jogava bem. Mostrou que é sim um time forte, que tem elenco para brigar pelo título. Mas se complicou na partida e não conseguiu o empate, embora tenha tido chances. A partir da metade do segundo tempo, o jogador a menos começou a pesar, o gás acabou e a Sérvia começou a dominar as ações. Colocou duas bolas na trave e voltou a marcar bem. No final da partida, ainda houve uma jogada polêmica. Ataque da Alemanha, o defensor sérvio chuta a perna do jogador alemão e o juiz inverte a falta. Seria pênalti e a Alemanha reclama muito.

A verdade é que a Alemanha teve enormes dificuldades desde o começo da partida. A retranca da Sérvia parou o meio-campo alemão que não conseguiu criar como contra a Austrália. A expulsão de Klose aos 36 do primeiro tempo diminuiu ainda mais a força do ataque e para complicar mais a Sérvia fez seu gol logo depois. Perder o pênalti foi o último prego no caixão alemão. As forças acabaram e a Sérvia conduziu bem a partida conseguindo sua primeira vitória e entrando de novo na disputa por uma das vagas do grupo.

Publique seu comentário