Copa do Mundo 1950, o dia em que o Maracanã calou

13 de fevereiro de 2009

capa1950

Sede – Brasil
Campeã – Uruguai
Final – Estádio Mário Filho, Maracanã (16/07)
Público – 203.000
Placar da final da Copa de 1950
Uruguai 21 Brasil
Artilheiro da Copa de 1950 – Ademir Menezes – Brasil – 9 gols

A Segunda Guerra Mundial causou uma janela de 12 anos nas Copas do Mundo. Como a Europa foi o continente que mais sofreu os efeitos da guerra, o torneio retornava para a América do Sul, com o Brasil sediando a competição.

Seis cidades sediaram o torneio:

  • Belo Horizonte, Estádio Raimundo Sampaio
  • Curitiba, Estádio Durival Britto e Silva
  • Porto Alegre, Estádio dos Eucaliptos
  • Recife, Estádio Ilha do Retiro
  • Rio de Janeiro, Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
  • São Paulo, Estádio do Pacaembu

A Seleção Brasileira confirmou seu favoritismo chegando à final, porém as 203 mil pessoas presentes no Maracanã presenciariam uma das maiores decepções do futebol. O Brasil perdeu a final para o Uruguai, no dia em que o atacante uruguaio Ghiggia, aos 34min da etapa final, calou o Maracanã.  O Maracanã, maior estádio do mundo, começou a ser erguido em 2 de agosto de 1948, com 1.500 homens trabalhando. Nos últimos meses eram 3.000 operários. A arquitetura de formato oval mede 317 metros no eixo maior e 279 metros no menor. A altura do estádio corresponde a um prédio de seis andares. Os ferros utilizados dariam volta e meia no planeta; foram 500 mil sacos de cimento, 60.000 m2 de pedras e 45.000 m2 de areia. Tanto material exigiu 40 mil viagens de caminhões que, enfileirados, ocupariam toda a extensão da Rio-São Paulo.


Maracanã, o maior do mundo

Maracanã, o maior do mundo

Oficialmente, a capacidade do estádio era de 155 mil espectadores: 30 mil em pé nas gerais, 93.500 sentados nas arquibancadas e 30 mil nas cadeiras cativas, mais 1.500 nos camarotes. Esta capacidade não foi esgotada no jogo de inauguração, em 16 de junho de 1950, quando Didi marcou o primeiro gol do Maracanã, aos 10 minutos do primeiro tempo (placar que os paulistas viraram para 3 x 1 contra os cariocas). Exatamente um mês depois, em 16 de julho, quando o Brasil perdeu de 2 x 1 a final da Copa do Mundo para o Uruguai, 203.000 brasileiros choraram dentro do santuário do futebol.

Seleção Brasileira 1950

Seleção Brasileira 1950

A Seleção Brasileira na Copa de 1950

Na 1ª fase, o Brasil venceu por 4 a 0 o México, empatou em 2 a 2 com a Suíça (neste jogo o Brasil atuou com jogadores paulistas, pois o jogo foi no Pacaembu o único fora do Maracanã, desfigurando a seleção) e venceu a Iugoslávia por 2 a 0. Na final, um quadrangular inédito e único em copas: Brasil, Suécia, Espanha e Uruguai. Brasil 7 x 1 na Suécia e Brasil 6 x 1 na Espanha garantiram ao Brasil uma boa vantagem frente ao Uruguai. Em 16 de julho no Maracanã, o Brasil precisava apenas empatar com o Uruguai. Após vitórias esmagadoras contra Espanha e Suécia, parecia certo que os brasileiros fossem ganhar o seu primeiro título.

Bem, o Brasil perdeu a Copa que sediou e até hoje sentimos o gosto amargo da derrota em pleno Maracanã. Muitos crucificaram injustamente o goleiro Barbosa, culpando-o pelo segundo gol uruguaio, mas a verdade é que o futebol tem dessas coisas. Infelizmente aconteceu com nossa Seleção e as 203 mil pessoas presentes no Maracanã só puderam chorar, testemunhando a maior tristeza do nosso futebol até hoje. O detalhe interessante é que como já dissemos antes, a Seleção só precisava do empate, já que pelo modelo da competição, os quatro primeiros classificados de cada grupo se enfrentariam entre si. Quem acumulasse mais pontos, seria o campeão. O Brasil chegou na última patida contra o Uruguai com 4 pontos. O Uruguai tinha 3. Na época, a vitória concedia 2 pontos. Friaça abriu o placar para o Brasil aos dois minutos do segundo tempo, a torcida já dava como garantida a vitória brasileira. Porém o Uruguai empatou com Juan Alberto Schiaffino e, com 11 minutos faltando para o final da partida, virou o jogo com um gol de Alcides Ghiggia, tornando-se campeões mundiais pela segunda vez.

O gol que calou o Maracanã

O gol que calou o Maracanã

Classificação da Seleção Brasileira

Resultados da Seleção Brasileira
Brasil 40 México (fase de grupos)
Brasil 22 Suiça (fase de grupos)
Brasil 20 Iugoslávia (fase de grupos)
Brasil 71 Suécia (fase final)
Brasil 61 Espanha (fase final)
Brasil 12 Uruguai (fase final)

17 Comentários

Publique seu comentário

  1. Dario Gomes de Azevedo Filho
    jun 14 at 15:54

    O Brasil perdeu a copa de 50 por causa do técnico Flávio Costa que escalou Bigode no lugar do Nílton Santos, o maior lateral esquerdo brasileiro de todos os tempos, além de não ter escalado Baltazar, o cabecinha de ouro, Rui e Noronha do trio maldito do S. Paulo, além de ter pedido aos jogadores ¨disciplina¨¨no jogo com o Uruguai, intimidando os jogadores brasileiros a fazerem faltas e utilizando um esquema de jogo ultrapassado, o WM que tornava frágil a defesa.

  2. rafaela
    set 09 at 21:43

    eu odeiooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    futebol acho ridiculo um monte tolo correndo atras de uma bola

  3. Alex Uruguayo
    dez 04 at 21:08

    En el 2014 le ganamos de nuevo la final. Como nos gusta a nosotros. Ja, Ja.

  4. Uerthe Duba
    dez 29 at 21:15

    Fico feliz com o comentário do amigo, de que foi o técnico flavio costa que ferrou o Brasil no jogo com o Uruguai. Pois foi esta mesma besta que fez com que uns dos melhores jogadores do mundo, chamado Gerson, fosse marcar o Garrincha na final do carioca de 1962 do meu flamengo contra o botafogo.

    O mal do Brasil é ter tanto técnico de futebol ruim, e eu não sabia deste episódio, eu sempre me perguntei, como o brasil perdeu para o Uruguai em 1950, agora eu tenho a resposta. Nilton Santos no banco!!! PIADA.

    Como tenho a resposta, TAMBÉM, para a perda da copa de 1982. Serginho jogando e Roberto Dinamite convocado e nem no banco estava contra a itália.

    Luizinho de zagueiro e Edinho no banco.

    As pessoas acham que nem tudo no futebol tem explicação, tem sim.

  5. ADOREI ESSE CONTEUDO

  6. vÂNIA aLVES
    jun 30 at 08:34

    E AINDA O TÉCNICO FEZ COM QUE OS JOGADORES FICASSEM DUAS (2) HORAS DE PÉ REZANDO NO DIA ANTERIOR.

  7. carlos de souzamaia
    ago 19 at 18:35

    Busquei, e ñ encontrei n/diversas pesquisas, a escalação da equipe uruguai na decisão da copa/1950. Lembro de alguns nomes mas, gostaria de confirmação. Lembro de : Maspoli, Gambeta, Gonzales, Andrade, Varela, Perez, Gighia, Esquiavino, Moran, e acho q o center-four chamava-se Mendez ou ( coisa parecida ), esta faltando 1 q ñ consigo lembrar, era um defensor.

  8. sandro
    nov 05 at 01:24

    Uerthe Duba, Dario. A seleção brasileira de 1950 tinha como base o Vasco da Gama (expressinho da vitória) o melhor time do Brasil na época.
    Rui, Noronha e Bauer era o Trio do São Paulo que jogaram contra a Suíça e foram muito mal (2×2). Caso vcs não saibam, Ademir sempre foi muito mais jogador do que Baltazar, os ponteiros eram friaça (maneca estava machucado) e chico. Zizinho era um Monstro na meiuca, Jair Rosa era o craque do Palmeiras e a linha média Bigode, Danilo Alvim e Bauer jogaram muito tempo juntos na seleção e apesar de ser Botafoguense Nilton Santos naquela época ainda era uma promessa de 18 anos…

  9. Dario Gomes de Azevedo Filho
    fev 15 at 01:26

    Sandro, eu li 4 livros sobre aquele jogo de 50.
    Eu não quis dizer que o Baltazar era melhor que o Ademir e sim os 2 jogando juntos, saindo o Chico. Nilton com 18 anos era 10 vezes melhor
    que Bigode sem dúvida.Danilo perdeu a bola
    nos 2 GOLS do Uruguai.Não foi só eu e sim a im-
    prensa brasileira que culpou Flávio Costa.Pelé
    tinha 17 anos quando arrebentou na copa da
    Suècia.Ademir fez 9 gols mas nenhum deles foi
    decisivo e quem jogou mal foi Bigode, Danilo e
    Ademir contra o Uruguai.

  10. Dario Gomes de Azevedo Filho
    fev 15 at 01:36

    Carlos, o time do Uruguai foi Máspoli, Gambetta,
    Tejera, Matias Gonzalez, Andrade, Obdúlio Varela, Gigghia, Julio Perez, Shiafino, Miguez E
    Moran.

  11. Dario
    nov 21 at 19:07

    Qualquer dúvida, podem me perguntar sobre copa do mundo.

  12. Antonio Cabral
    fev 26 at 21:08

    Eu tinha 9 anos quando aconteceu essa tragédia do futebol nacional. Eu gostaria muito de conseguir um filme desse jogo, porque é um fato que faz parte do meu passado. O que quase todo mundo esquece é o seguinte: decisão é decisão, jogo se ganha é em campo, o time do Uruguai também era bom, e capitaneado pelo valente Obdulio Varela, entrou em campo para ganhar. Faltou raça para os jogadores brasileiros – o que sobrou nos uruguaios. O próprio Ademir Menezes confessou que, após o 2º gol do Uruguai, não sentia mais as suas pernas!

  13. Adson Porto
    abr 15 at 14:53

    Excelente postagem e melhores ainda os cometários!!! Parabéns. Só fiquei chateado pelo fato da Senhora que postou o comentário logo no início manifestou de indelicada sobre “detestar futebol”. Creio que quando não se gosta de algo é preferível buscar outros meios de pesquisa. Afinal, o futebol é o maior esporte do planeta, porém, não é obrigado a agradar a todos. Eu não gosto de quiabo e nem po isso vou dizer para minha esposa não fazer!!!

  14. Dario Gomes de Azevedo Filho
    out 09 at 11:05

    Cabral, Ademir teve a chance de empatar o jogo, conforme ele mesmo disse.Se tivesse feito o gol, ele falou que ia se candidatar para senador e ia ganhar.Aliás Ademir atrapalhou Chico de empatar o jogo faltando poucos minutos para o fim.Chico disse ” Friaça cruzou da direita e eu ia chutar da pequena
    área era lógico que eu ia fazer o gol mas Ademir matou a bola.Eu gritei deixa mas não adiantou.Eu ia dar a copa do mundo para o Brasil.O goleiro do Uruguai estava num canto e eu ia chutar no outro. Só Deus sabe como sofri.
    Sonhei com este lance a vida toda.Ia empatar o jogo.Não tenho a menor dúvida”.

  15. Dario Gomes de Azevedo Filho
    out 09 at 11:15

    Adson, voce está mais que certo pois gosto não se discute. Ridículo é quem fica dando opinião sobre o que não entende.

  16. Uerthe Duba
    jan 29 at 09:26

    Só para lembrar, na copa de 1986 o Branco jogou muito e só tinha 18 anos de idade. Era promessa também, e jogou muito naquela Copa. Foi escaldo Pelo Tele Santana. Eu só fico imaginando o Nilton Santos neste time. Não perderíamos o jogo. Quem é bom, é bom mesmo e fim de papo. O Dunga deixou o Neimar e o Ganso de fora da copa de 2010. É outra mula de técnico que infelizmente brota no Brasil.

  17. Dario Gomes de Azevedo Filho
    out 02 at 14:46

    Acrescentando também que na copa de 1958 o Brasil não jogou com o melhor time pois na ponta esquerda tinha o Canhoteiro que era infinitamente melhor que o Zagalo e dizem que driblava igual ou melhor que o Garrincha e no entanto nem foi convocado e o centro avante Pagão era um super
    crack de bola com muita técnica que no entanto nem foi chamado e quem jogou foi o Vavá que era apenas no estilo tanque, rompedor.

Publique seu comentário