Copa 1938, Itália Bi Campeã

5 de fevereiro de 2009

capa1938

Sede – França
Campeã – Itália
Final – Stade Olympique de Colombes (19/06)
Público – 49.000
Placar da final da Copa de 1938
Itália 4×2 hungria
Artilheiro da Copa de 1938 – Leônidas – Brasil – 8 gols

A Copa do Mundo crescia mais e mais. Na terceira edição da competição, 36 seleções participaram. Meazza, Ferrari e Fiola foram os destaques da competição, com a Itália eliminando os donos da casa nas quartas de final e chegando ao bi contra a Hungria na final. Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, a Copa do Mundo de 1938 foi a primeira realizada na terra do maior idealizador da competição: o francês Jules Rimet. A competição mostrou uma importante evolução, tanto no aspecto técnico (com maior média de gols por partida – 4,66) como na média de público.

A grande ausência dessa vez – além da Argentina, que boicotou o Mundial porque também pretendia organizá-lo – ficou por conta da Espanha. Arrasados pela Guerra Civil, os espanhóis não puderam comparecer para tentar uma revanche contra os italianos.

A FIFA decidiu que a França seria a sede do Mundial em detrimento da candidatura da Argentina, alegando que o torneio seria uma excelente oportunidade para dissipar a tensão e mostrar que havia unidade no continente europeu.

A Itália campeã novamente

A Itália campeã novamente

A Seleção Brasileira na Copa de 1938

Entre os sul-americanos, apenas o Brasil viajou à França e, pela primeira vez, conseguiu desempenhar um papel positivo, chegando até a semifinal. A seleção brasileira se apoiava em um esquema com Leônidas da Silva (que jogava no Flamengo) no ataque e Domingos da Guia (Palmeiras) na defesa.

Finalmente a Seleção Brasileira começava a deslanchar. Contando com o artilheiro da competição (Leônidas, o Diamante Negro), o Brasil ficou em 3º na Copa de 1938. Venceu a Polônia, a Tchecoslováquia (na verdade foram duas partidas. A primeira 1×1 e a segunda, de desempate, 2×1) e sucumbiu perante a campeã Itália, já na semi-final. Venceu a Suécia na disputa pela terceira colocação.

Leônidas, o Diamante Negro. Artilheiro da Copa.

Leônidas, o Diamante Negro. Artilheiro da Copa.

O Brasil ainda jogava de branco, nada de amarelo ainda.

O Brasil ainda jogava de branco, nada de Seleção Canarinho.

Resultados da Seleção Brasileira
Brasil 6×5 Polônia
Brasil 1×1 Tchecoslováquia
Brasil 2×1 Tchecoslováquia (partida desempate)
Brasil 1×2 Itália
Brasil 4×2 Suécia (disputa de terceiro lugar)
Classificação: 3º

3 Comentários

Publique seu comentário

  1. R.Gomes
    fev 05 at 20:00

    êta época boa!!

  2. admin
    fev 13 at 14:32

    É, a época românica do futebol. Fique ligado pois vamos colocar a história de todas as Copas no ar, até 2010, em ordem cronológica. É uma ótima oportunidade para relembrar ou conhecer a história.

  3. Gesse Thagls
    mar 18 at 11:35

    Uia nem fala essa Epoca era a epoca dos grande que na epoca ele dominava o campo de uma maneira exnespricavel

Publique seu comentário